arrow_drop_down
Principais Tendências de Marketing para 2021

Principais Tendências de Marketing para 2021

Compartilhar

2020 foi sem dúvidas o ano da digitalização de igrejas e ministérios. A pandemia acelerou este processo. Mas, e agora? Como vai ser em 2021? Bora organizar a casa?

Sabia que pouco mais de 70% das pessoas que assistem vídeos no YouTube é pelo telefone celular? Este dado é importantíssimo, pois, nos mostra o comportamento do brasileiro que muitas vezes tem o smartphone como única forma de contato com a Internet.

Daí a importância de pensar conteúdos, sites, blogs, vídeos e materiais fáceis de consumir no formato MOBILE! 

ALGUMAS DAS TENDÊNCIAS QUE PESQUISAMOS E OUVIMOS DE DIVERSOS ESPECIALISTAS EM MARKETING DIGITAL PARA 2021 ENVOLVE: 

  • Buscas por Voz (cada vez maior)
  • Podcasts 
  • WhatsApp e Telegram (muito áudio!)
  • Conteúdos em vídeo seja por gravações, stories, lives
  • Os conteúdos em vídeo tendem a ser mais rápidos, dinâmicos e informativos. Informar mais em menos tempo.
  • Esta tendência veio muito puxada pelo TikTok que já está seguindo no Reels do Instagram e em breve no Shorts do YouTube (sim, o YT terá sua rede de vídeos cursos e rápidos, já em teste na Índia).
  • EAD — ah, não brinca, Elis! Sim, temos Aulas on-line no Brasil há anos, mas, estamos em um momento crucial de nossa história para a evolução de cursos on-line. Tanto cursos de curta duração como cursos como graduação, pós-graduação, cursos de línguas entre várias outras frentes. 
  • Uma tendência importante é o Social Commerce. As plataformas de Mídias Sociais cada vez mais permitirão transações dentro delas, assim como vimos a chegada do Instagram Shop e da evolução do catálogo do WhatsApp Business. 
  • Uma das grandes tendências para 2021 — ouvi essa em um evento do YouPix neste final de ano — são os Nano Influenciadores. Aquelas pessoas que tem entre 1 mil a 10 mil seguidores. Para quem trabalha em Marketing Digital é sabido que quanto mais seguidores a pessoa tem dentro do Instagram e até mesmo de inscritos no YouTube, parece que é mais difícil alcançar o público total. E é sim. A ideia das plataformas é que comecemos a fazer anúncios para alcançar nossa base de fãs. É aí que os Nano Influenciadores entram. Eles são próximos das pessoas que os seguem, transmitem verdade e provavelmente estarão ainda mais perto das marcas e do público. É com os Nano Influenciadores que muitos diálogos importantes acontecem. É o famoso: a vida como ela é.
  • Outra estratégia de comunicação muito importante para igrejas e ministérios é usufruir do conteúdo gerado pelo usuário, que chamamos no Marketing de UGC. Aquelas dúvidas e pedidos que você recebe na sua caixinha de pergunta, no inbox, nos comentários dos seus posts podem ser norteadores importantes na criação dos seus conteúdos! 
  • Streaming: os games já dominam a Internet desde que ela existe. Mas, cada vez mais estamos vendo plataformas como o Twitch (da Amazon) crescendo e pessoas se especializando em streaming de games. Já vimos narradores de jogos, jogadores profissionais individuais e em equipes, participando de campeonatos que rolam muito dinheiro. Será que para o meio cristão pode surgir algo neste sentido? Vamos observar. 
  • Você com certeza já ouviu falar sobre a LGPD que é a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais em vigor desde setembro de 2020. Cuidado com os dados que você capta e compartilha. Aqui tem um arquivo bem detalhado sobre este tema. 

Um princípio do cristão e que é cada vez mais aclamado no Marketing Digital é apresentar claramente seu PROPÓSITO na Internet. A transparência aliada a bons conteúdos atrai pessoas que também tem os mesmos interesses que você. 

Faça um bom planejamento para 2021. Temos até um post aqui sobre isso. Mas, em janeiro traremos uma novidade para quem tem dúvidas do que postar todos os dias em suas redes sociais. Fique ligado em todos os canais da HitBel que iremos falar mais disso. 


Elis Amâncio é jornalista, especialista em digital, head de Marketing da Hitbel. Trabalha desde 2007 em comunicação no meio cristão. É autora dos livros: Mídias Sociais na Igreja e Comunicando o Reino.


* Artigo publicado originalmente para a HitBel.