arrow_drop_down
Marketing Cristão

Marketing Cristão


O brasileiro passa em média 10h08 conectado todos os dias, sendo pelo menos 4h02 minutos assistindo vídeos, 3h42 nas mídias sociais e 3h13 consumindo algum tipo de informação ou notícia. Não há como ignorar os números crescentes anos após ano.

Tempo do brasileiro ns Internet. Report Brazil 2021 (We Are Social/Hootsuite — janeiro/2021)

Nas últimas semanas participando do curso do The Invisible College — Call to Action — a ética cristã aplicada no marketing e na comunicação, me levou a refletir sobre a aplicação do marketing não apenas para marcas e empresas, mas, também para o meio cristão.

Afinal de contas, o que é o Marketing? Na tradução literal, Marketing seria o Mercado em Ação. Ao longo dos anos foi se aprimorando como um estudo de mercado que visava trazer lucro para os negócios. Academicamente lemos sobre o Marketing 1.0 — centrado no produto, Marketing 2.0 — focado no consumidor, Marketing 3.0 — focado no ser humano e Marketing 4.0 — focado em toda a jornada do cliente, costumo dizer, aquele focado em gerar verdadeiras experiências.

Recentemente, li sobre o marketing estar focado não em resolver problemas de empresas, mas resolver problemas de outras pessoas (Godin, 2019). Os tempos são outros. Marketing é serviço, ou seja, servir. Para você, cristão, isto te lembra alguma coisa?

Refletindo como jornalista, cristã e profissional atuante no marketing digital acredito que temos alguns pontos a esclarecer. A comunicação precisa ser intencional e de acordo com a nossa fé. Na Bíblia Sagrada, em Marcos 16:15, lemos: “Ide pelo mundo todo e pregai o evangelho a todas as pessoas”. Acredito que é possível fazer isso também por meio do ambiente digital. Mas, qual o caminho?

O Marketing Cristão não é uma ferramenta para encher igrejas, mas, para propagar a mensagem do Reino de Deus de maneira mais clara, ampla e acessível. Será que conseguimos ser empáticos à dor das pessoas e nos comunicar bem com elas? Conseguimos à luz da Bíblia apresentar postagens que respondem às dúvidas, dores e questionamentos?

Acredito na importância de construirmos conteúdos que tragam real valor para a vida das pessoas. Ir além dos posts de divulgação de cultos e conferências na Internet. Apresentar testemunhos, bastidores, vivências da igreja local, sim, pode inspirar e transformar vidas.

Um dos desafios da igreja é conseguir trazer uma linguagem acessível, menos técnica e repleta de jargões, substituindo por uma comunicação inclusiva. Isso vai desde as versões das referências bíblicas utilizadas, na fala, discurso, texto e produções audiovisuais até mesmo no comportamento apresentado pelos líderes nas mídias sociais. Sim, somos observados. Isso também é testemunho.

Será que o conteúdo que publicamos nas mídias sociais são compartilháveis? Chama a sua atenção? Pararia na rolagem de tela de uma rede social para ver o post que você produziu? Você compartilharia o próprio conteúdo que produz em sua igreja ou ministério? Ou somos meros outdoors de eventos? Que a nossa mensagem atraia tantas pessoas, que tudo que mais desejam de fato é conhecer ao Deus que nós servimos!

Precisamos construir pontes para levar as pessoas a um nível mais profundo para que conheçam quem de fato Jesus Cristo é. Sair do digital e viver Jesus no cotidiano. Será que nós deixamos o caminho aberto para isso? Dias e horários dos cultos, telefone da igreja, ministério, endereço, e-mail, site ou blog?

Por último, mas não menos importante. Construa uma comunicação no ambiente digital que leve as pessoas para uma entrega real para Jesus Cristo. E se esta pessoa não estiver na mesma cidade que sua igreja ou ministério? Sugiro que direcione para uma igreja cristã mais próxima da casa dela. Instituições como a CV Outreach no Brasil possui uma série de igrejas parceiras para onde direciona pessoas desigrejadas.

Mais uma vez, o objetivo do Marketing Cristão não é promover igrejas, é promover o Evangelho de Jesus Cristo. É torná-lo conhecido e oferecer meios e ferramentas para que as pessoas que buscam por algo na Internet tenham este contato, continuem tendo contato e queiram viver uma vida com Deus on e off-line. Uma vida de comunhão em uma igreja local, sendo multiplicadora da mensagem do Reino de Deus.

Elis Amâncio é jornalista, especialista em digital e aluna especial do mestrado em Estudos de Linguagens. É head de Marketing da Hitbel. Trabalha desde 2007 em comunicação no meio cristão. É autora dos livros: Mídias Sociais na Igreja e Comunicando o Reino.




Referências Bibliográficas

Amâncio, Elis. Mídias Sociais na Igreja — usando o meio digital para o Reino. 2º edição. Belo Horizonte: 2018.

Godin, Sethin. Isso é Marketing: para ser visto e preciso aprender a enxergar. Rio de Janeiro: Alta Books, 2019.

Kotler, Philip. Kartajaya, Hermanwan. Setiawan, Iwan. Marketing 4.0. Rio de Janeiro: Sextante, 2017.

Digital 2021 Brazil. wearesocial.com, 2021. Disponível em: https://datareportal.com/digital-in-brazil?utm_source=Reports&utm_medium=PDF&utm_campaign=Digital_2021&utm_content=Country_Link_Slide Acesso em: 03 de março de 2021.


* Artigo publicado originalmente para o projeto CTA.